Ir para o conteúdo Pular para o menu principal

Vamos entender e abraçar este novo normal?

Nosso blog reuniu uma série de mudanças que podem se transformar (ou não) em novos comportamentos. Esperamos que auxiliem você e sua empresa na reflexão sobre oportunidades e impactos. 

10

Nosso blog reuniu uma série de mudanças que podem se transformar (ou não) em novos comportamentos. Esperamos que auxiliem você e sua empresa na reflexão sobre oportunidades e impactos. 

O modo de viver, de se relacionar e de trabalhar deve se dividir entre o Antes e o Depois do Coronavírus. Durante a quarentena provocada pela pandemia, as pessoas estão fazendo adaptações em sua rotina e isto pode impactar no comportamento da sociedade quando este cenário turbulento ficar no passado. Teremos um novo normal, cujo cenário – e suas consequências – será preciso delinear.

– O comércio online cresceu, passou a abranger uma fatia dos consumidores que tinha receio de adotá-lo e, em muitos casos, criou uma experiência virtual positiva para os consumidores. Na mesma categoria presenciamos o crescimento dos ‘deliveries’, empresas redesenhando suas operações de logística, ampliação de canais para relacionamento e vendas on-line, aceleração de projetos de presença digital – iniciativas que, possivelmente, levariam muito tempo para se tornar realidade.

– Com a proibição de aulas presenciais, escolas e universidades tiveram que trabalhar na transmissão de conteúdos online para evitar a perda do semestre ou do ano letivo, a educação a distância foi colocada em prova de fogo, e agradou a muitos professores, estudantes e suas famílias. Empresas, entidades e veículos de comunicação ofereceram oportunidades digitais para manter a comunicação com a sociedade, artistas investiram na realização de lives para o entretenimento do público, com novos modelos de negócio e de presença em suas comunidades.
– Os consumidores aproveitaram o tempo que estão em casa para aprender ou exercitar habilidades domésticas, como cozinhar e fazer serviços de manutenção, de higiene e beleza pessoal – tarefas que podem continuar a exercer por conta própria, o “do it yourself” – ou mesmo para complementação da renda.

– Muitos funcionários tiveram que trocar a rotina nas empresas pelo home office, descobrindo vantagens do trabalho remoto em sua qualidade de vida. Na perspectiva das empresas, algumas destas experiências de trabalho resultaram no aumento da produtividade. Para ambos os lados, tornou-se ainda mais tênue o limite que separa a vida pessoal da profissional.

– Para evitar o contágio, houve a adoção de novos hábitos de convivência social, como uso de máscaras, produtos de higiene, regras de distanciamento, novo jeito de cuprimentar amigos, menos uso de dinheiro em espécie e ampliação do uso do dinheiro contactless.

– O isolamento social levou a uma valorização da relação com as pessoas – familiares, amigos e colegas de trabalho – e ao reconhecimento da importância de se manter um network ativo para a atuação profissional.

– Foi priorizado o consumo local, tanto pelo potencial de transformação econômica e social quanto pela conveniência dos negócios.

– Houve uma aceleração da transformação digital. São muitos os exemplos: a assinatura e a certificação eletrônica tiveram sua aceitação ampliada e nos cartórios surgiram iniciativas pioneiras em relação aos contratos; as redes varejistas aceleraram e ampliaram sua presença e fatias de mercado com ações simples como o uso do whatsapp em e-commerce; a webconference cresceu de maneira vertiginosa, promovendo ampliação das reuniões virtuais, seja nas empresas, nos conselhos de administração, nos poderes legislativo e judiciário, nos grupos de amigos e nas famílias; a telemedicina, antes proibida, passou a ser uma alternativa com excelente aceitação pelos usuários.

Diante de tantas mudanças, teremos que separar o que foi contigencial do que veio para ficar.

Será que as vivências do período de quarentena nos levarão a um modelo de realidade phygital (misto de experiência do mundo físico/real com o virtual/digital)?

Das novas atitudes e hábitos, o que irá se tornar comportamento?
E quais são as oportunidades e ameaças neste novo cenário?

É muito difícil, neste momento de tantas incertezas, fazer afirmações objetivas. São muitas as variáveis que influem no comportamento humano, que ditarão o consumo, os movimentos do mercado e a nova realidade.

Muitas destas mudanças tornaram nossa vida mais segura, muitos processos ficaram mais rápidos, encontramos muita viabilidade que antes não enxergávamos, com certeza vale temos que pensar em tudo isto e aproveitarmos a oportunidade da crise.

Iremos explorar este assunto em novos posts, já vivemos em um novo normal, nosso desafio é conhecer mais, entender essa nova realidade e nos adaptar a ela da melhor forma possível.