Voltar 9 de Fevereiro de 2022
  • Gestão e Negócios

  • ExpoGestão min

Ória participa da aceleração de crescimento da Gupy

No início de fevereiro, a Gupy – pioneira no uso de inteligência artificial no recrutamento e seleção – captou R$ 500 milhões, tornando-se a plataforma de recursos humanos a receber o maior investimento na América Latina.

Fundada em 2015, a Gupy teve sua trajetória acompanhada pela Ória Growth Equity a partir do ano seguinte. Mas o investimento aconteceu anos depois, em abril de 2020. Como uma gestora profissional de recursos de terceiros, a Oria acompanha dois, três anos as empresas antes de investir e tem por critério entrar em empresas com no mínimo dois milhões e meio de reais de receita recorrente/mês.

 “A Oria entrou na Gupy no começo da pandemia, estava todo mundo em casa e a questão de emprego era bastante complexa, ninguém sabia como ficaria..Investir em uma empresa de recrutamento, mesmo com todas as características de inovação e tecnologia, foi uma decisão bastante complicada, mas acreditávamos que a empresa era boa, o setor era bom e a nossa visão de investimento leva em conta o prazo de nossos fundos que são normalmente dez anos”, conta Paulo Caputo, diretor da Ória.

Além de trazer recursos financeiros para a empresa, a Ória participou do negócio contribuindo com conhecimento e experiência acumulados por seus sócios em muitos anos de atuação no mercado empresarial, em áreas como gestão, marketing, vendas, tecnologia e customer success.  “Temos um modelo que chamamos de plano de 100 dias – período no qual a gente discute tudo o que foi visto e planejado na duo diligence e uma das partes que damos muita atenção é o M&A, um processo que a Gupy ainda não tinha feito”, diz Caputo, destacando que a empresa tem um time de execução muito competente, aberto a ouvir, aceitar sugestões e discutir alternativas.

A Gupy vem crescendo 100% ao ano nos últimos três anos e implementou uma área de M&A e parceriais, que já vez uma aquisição. “Ajudamos no processo de captação da negociação e eles acabaram trazendo dois fundos, o Riverwood e a Soft Bank Latin America nesta rodada de R$ 500 milhões. Nós também participamos com investimentos”, afirma Caputo.

O investidor explica que quando a Ória escolhe uma empresa para investir, ela tem que ter uma estratégia de crescimento,  orgânico, de funcionalidades (que aumente o escopo de prestação de serviços ao cliente) e de aquisição, para poder acelerar seu crescimento. “A Gupy não é apenas uma empresa de recrutamento e seleção, ela é uma empresa de RH, começou com recrutamento e seleção, está fazendo admissão, onbording, comprou empresa para fazer treinamento.”

Caputo  conta que quando avalia uma empresa, verifica se ela tem visão de futuro e capacidade de execução. “A Gupy tem uma visão tecnológica muito forte, sabe que tem que utilizar a inteligência artificial para facilitar o processo de recrutamento para as empresas, mas também sabe que precisa fazer um processo bem feito e transparente para o candidato, que mesmo que não pague a conta é o verdadeiro cliente da Gupy.” , conclui .

Paulo Caputo participou da Expogestão 2021 no painel “Aceleraçâo do crescimento por meio de fusões e aquisições”, junto com Piero Contezini (CEO da Asaas) e Marcus Alexandre da Silva (advogado e professor de Direiro Empresarial). Para assisti-lo clique aqui.


Autor

ExpoGestão

Ao longo de 18 anos, a ExpoGestão se consolidou como um dos mais renomados encontros empresariais do Brasil. A ExpoGestão se converteu em uma plataforma de soluções, mantendo nosso DNA: uma curadoria primorosa, que sente as alegrias e dores do gestor brasileiro e lhe traz, sob medida, os conteúdos mais relevantes, instigantes e inspiradores – de saúde mental a transformação digital, do novo papel da liderança a cenários político-econômicos, de inovação a estratégia.


Experimente nossa plataforma. São mais de 50 vídeos para você se inspirar


Saiba Mais

Conteúdos Relacionados

Não há postages relacionadas.

Outras Postagens