Leia nossos

conteúdos

  • Gestão e Negócios
  • 2,25 min

Por que Disney e Tesla não abrem mão do trabalho presencial

A pandemia forjou novas formas de trabalho, com a adesão ao home office, que permitiu a continuidade das atividades nas empresas. A casa virou escritório, a rotina doméstica teve que ser reorganizada e o cumprimento de horário foi medido pela entrega do trabalho demandado.

Com o fim da pandemia e retorno das condições sanitárias, as empresas passaram a adotar um sistema de trabalho híbrido ou 100% presencial. Grandes companhias que mantinham o trabalho remoto praticamente desde março de 2020, convocaram os funcionários para retornar ao trabalho híbrido ou presencial.

100% presencial
É o caso da Disney. A partir de 1º de março, os seus funcionários terão de trabalhar presencialmente quatro dias por semana. De acordo com o memorando do CEO Bob Iger, o retorno ao trabalho presencial beneficiaria a cultura da empresa em geral e os processos criativos de cinema e TV em particular.

O retorno aos escritórios também passou a ser adotado por outras empresas, especialmente no mercado de tecnologia. O CEO da Tesla, Elon Musk exigiu o retorno das atividades presenciais. Em e-mail encaminhado à equipe, Musk admite que nem toda a empresa exige trabalho presencial, mas afirma que “a Tesla criou e vai realmente fabricar os produtos mais interessantes e significativos de qualquer empresa na Terra. E isso não vai acontecer por telefone”.

Modelo híbrido
A Apple retomou as atividades nos escritórios em setembro passado, quando os funcionários passaram a trabalhar presencialmente às terças, quintas e um terceiro dia útil a ser escolhido livremente pelas próprias equipes.

A Microsoft, que havia adotado o trabalho remoto, é outro exemplo de companhia que retomou no ano passado a rotina presencial de trabalho nos principais escritórios, com a possibilidade de flexibilizar a carga de trabalho presencial, além de ajustar a quantidade de horas passadas em casa ou no escritório.

Entre as empresas brasileiras de tecnologia, a Totvs foi uma das que adotou o modelo flexível de trabalho. Neste novo formato, a maioria dos colaboradores trabalham alguns dias da semana remotamente, e outros no escritório.