Leia nossos

conteúdos

  • Inovação e Tendências
  • 2,33 min

Estratégia – Quanto vale a sua empresa?

Existem muitos objetivos para calcular o valor de uma empresa no mercado, entre eles possibilitar ao empresário planejamento futuro, identificando as melhores oportunidades para agregar valor à empresa. Para falar sobre valuation, ferramenta que auxilia os empreendedores a estimar o valor de seu negócio, a Jornada de Conhecimento ExpoGestão trouxe o economista especializado em Finanças Reinaldo Coelho, sócio da Triaxis Capital Brasil e professor da Academia FIESC de Negócios – comunidade educacional que tem por objetivo recriar e viabilizar negócios em um ambiente em permanente transformação.

De acordo com Coelho, existem diversos momentos e objetivos que levam um empresário a calcular o valor de sua empresa. Entre eles, realizar a gestão de valor, para saber se os ativos estão se valorizando; identificar quanto o mercado percebe de valor no negócio; participar de uma transação envolvendo a empresa, como venda, aquisição ou stock options; disputas judiciais.

“Os métodos de valuation são muitos, mas o mais utilizado é o que faz uma projeção dos fluxos de caixa da empresa e traz isso para o valor presente com uma taxa de desconto para custo de capital, risco e outros parâmetros”, afirma o economista. Ele cita também outras formas de identificar o valor de uma empresa, como o método múltiplo de empresas comparáveis, que considera as informações de empresas similares do ponto de vista contábil para calcular o valor; o método de desconto de dividendos, método de lucro residual (que considera o excedente ao lucro mínimo que a empresa precisa gerar e está muito relacionado ao EVA) e o método geométrico, muito utilizado por investidores, que faz uma conta de chegada considerando a perspectiva de retorno na empresa num prazo definido.

Coelho destacou a importância da alta gestão e do conselho acompanharem o valor do negócio, atuando em drivers que podem influenciar positivamente um eventual valuation: geração de caixa, ativo imobilizado, equipes especializadas, ebitda, taxa de investimento, marca, abrangência do portfólio, inovação tecnológica, market share, presença em certos mercados, carteira de clientes e métricas relacionadas ao volume que a empresa movimenta em relação a seus clientes.