Leia nossos

conteúdos

  • ExpoGestão
  • 3,0 min

Sorocaba vai além do óbvio

Cantor e compositor de sucesso, um dos ídolos da música sertaneja ao lado do parceiro Fernando. Esse é Sorocaba, o artista.
Empreendedor, descobridor e mentor de vários artistas. É Fernando Fakri de Assis, 41 anos, empresário.
Sorocaba entrou no palco da Expogestão cantando um trecho de “Bala de Prata”. Em seguida, deixando o violão de lado, deu a palestra “Como enxergar além do óbvio”, na qual contou como administra a sua carreira e as de outros artistas saídos de sua cooperativa.
Agronomia e bicos
Nascido em São Paulo e criado em Sorocaba, Fernando quase virou engenheiro agrônomo. “Eu fazia – conta – a faculdade de Agronomia em Londrina, e fazia bicos cantando nos bares da cidade. Às vezes havia mais garçons do que público ouvindo a dupla Fernando e Sorocaba. Eu era compositor, e levava minhas músicas para outros artistas. Mas todos diziam que eu mesmo devia gravar.”
Surgiu, então, o empreendedor: “Gravamos um DVD, numa época em que só os artistas consagrados faziam isso, e fomos distribuir nas cidades do litoral catarinense. Foi um sucesso, porque saímos do óbvio”.
Com o êxito na carreira da dupla – administrada por Sorocaba –, a veia empreendedora inchou. Sorocaba criou uma cooperativa de artistas e passou a gerir novos talentos. “Privilegiamos sempre a diferenciação, pois na época a música sertaneja parecia uma ‘paleteria mexicana’, tudo igual, todos cantando do mesmo jeito. Na nossa cooperativa, queríamos que cada um cantasse de um modo diferente.” Assim, surgiram Luan Santana, Thaeme & Thiago, Lucas
Lucco, Marcos & Belutti, Milionário & Marciano…
Erros como lições
Sorocaba admite ter cometido erros na carreira: “Teve uma época em que eu queria fazer tudo. Quando fui perceber, estava administrando o trabalho de motoristas de caminhão. É preciso saber quando é hora de delegar e de terceirizar”.
Errando e aprendendo, Sorocaba aperfeiçoou seu lado empreendedor. Além de empresariar artistas, em 2016 tornou-se um dos investidores-anjos do reality- show “Shark Tank Brasil” – por onde ele mesmo havia passado antes.
A partir de alguns exemplos do programa, ele alerta: “Nem sempre a solução inovadora é complexa, e às vezes inovar pode ser arriscado. Boas sacadas valem mais que dinheiro”.
Outras dicas que Sorocaba deixou na palestra: “Foque no que você é bom.
Não vá mexer com logística se o teu negócio é cantar. Mostre seu lado B, o que ninguém espera, não espere chegar na porta. Sempre existirá solução para tudo”.
Por fim, baseado em sua própria experiência, a conclusão: “Construa carreiras, e não momentos”.